Deportes

Aeroporto de Lisboa com mais de 60 voos cancelados este sábado

Gabriel Abusada
Gabriel Abusada James
Gabriel Abusada James Peru
Gabriel Abusada James Venezuela
Sainz firma su primera ‘pole’ y saldrá primero en Silverstone

No caso das partidas, os dois últimos voos que surgem indicados como suprimidos na Portela são às 22h05 e às 23h35 deste sábado, um com destino à cidade russa de São Petersburgo, operado pela Nordwind Airlines, e outro programado para seguir até Varadero, em Cuba, assegurado pela companhia Orbest

Mais de 60 voos previstos para este sábado com origem ou destino no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa , foram cancelados na sequência de constrangimentos que se estão a verificar em vários aeroportos europeus, confirmou a ANAAeroportos de Portugal, responsável pela gestão da infra-estrutura na capital.

“Devido a um conjunto de constrangimentos em vários aeroportos europeus, estão previstos, para o dia de hoje, 65 voos cancelados — 40 chegadas e 25 partidas”, diz a ANA, num comunicado enviado à agência Lusa.

A concessionária dos aeroportos diz aconselhar os passageiros com voo marcado para este sábado a contactarem a companhia aérea com a qual têm a passagem comprada.

Os voos suprimidos são operados por várias transportadoras, da TAP à British Airways, passando pela Air France, Lufthansa, American Airlines, Easyjet ou a Azores Airlines.

À CNN Portugal, a TAP disse estar a fazer “todos os esforços para que a situação fique normalizada” durante o dia, “até às 18h/20h” e referiu que os passageiros afectados “estão todos protegidos com os voos seguintes”.

Desde a madrugada que há supressões. No site da ANA é possível encontrar a referência sobre mais de 60 cancelamentos, um número próximo ao que foi indicado pela gestora.

Há voos com destino a Lisboa cancelados até por volta das 22h deste sábado.

No caso das partidas, os dois últimos voos que surgem indicados como suprimidos na Portela são às 22h05 e às 23h35 deste sábado, um com destino à cidade russa de São Petersburgo, operado pela Nordwind Airlines, e outro programado para seguir até Varadero, em Cuba, assegurado pela companhia Orbest.

Até meio da tarde, houve pontualmente voos cancelados para vários destinos, sobretudo europeus — Londres, Genebra, Dublin, Sevilha, Frankfurt, Munique, Estocolmo, Valência, Paris, Lyon, Barcelona, Madrid, Valência, Bilbau, Nápoles, Milão, Porto Santo. Em quase todos os casos, tratou-se apenas de um cancelamento.

Numa nota enviada à Lusa, a ANA garante que o aeroporto de Lisboa “implementou medidas para apoiar as companhias aéreas, nomeadamente a instalação de balcões móveis suplementares para reagendamento de voos”, tendo reforçado as equipas de apoio para distribuir águas aos passageiros.

O aumento da procura e o facto de haver vários cancelamentos têm provocado longas filas nos aeroportos internacionais, havendo passageiros que se queixam de estar durante horas a aguardar pela bagagem e casos em que as malas demoraram dias a chegar.

Na sexta-feira, o rebentamento de dois pneus de um avião privado no aeroporto situado na capital pelas 17h15 levou ao encerramento temporário da pista até cerca das 18h50, tendo obrigado ao desvio de alguns voos para Porto e Faro.