Deportes

Lula afirma que redução do ICMS não vai funcionar e que Bolsonaro deveria ter 'coragem' de dizer 'pare' à Petrobras

fique por dentro

Eleições Sumiço na Amazônia Combustível Carlinhos Maia furtado Morto pelo chefe Lula afirma que redução do ICMS não vai funcionar e que Bolsonaro deveria ter 'coragem' de dizer 'pare' à Petrobras Governo federal anunciou proposta para reduzir o imposto sobre combustíveis e, assim, tentar conter a disparada de preços. Por g1 — Brasília

08/06/2022 10h45 Atualizado 08/06/2022

O ex-presidente e pré-candidato do PT Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (8) que a proposta do governo Jair Bolsonaro de reduzir o ICMS de combustíveis não vai diminuir o preço para os consumidores. Lula disse ainda que Bolsonaro deveria ter “coragem” para determinar que a Petrobras pare de repassar a alta internacional dos preços para os consumidores

Bolsonaro anunciou na segunda-feira (6) uma proposta do governo federal para tentar conter a disparada no preço dos combustíveis. A ideia, em linhas gerais, prevê reduzir o ICMS sobre esses produtos e ressarcir os estados sobre eventuais perdas, já que se trata de um imposto estadual

1 de 1 O ex-presidente Lula em imagem de segunda-feira (6), durante discurso em lançamento da iniciativa Quilombo nos Parlamentos, em São Paulo — Foto: Reprodução/YouTube O ex-presidente Lula em imagem de segunda-feira (6), durante discurso em lançamento da iniciativa Quilombo nos Parlamentos, em São Paulo — Foto: Reprodução/YouTube

A alta nos preços dos combustíveis vem preocupando Bolsonaro e aliados, já que esse fator é visto como prejudicial para os planos do presidente de se reeleger

“Vocês vão ver que toda essa briga da redução do ICMS não vai resultar na bomba nem no botijão de gás nem no diesel, aquilo que ele [Bolsonaro] está criando de expectativa. Ele faria muito mais simples se tivesse coragem de chamar a Petrobras e dizer que é preciso parar”, afirmou Lula em entrevista à rádio Itatiaia

Também na tentativa de conter a disparada dos preços dos combustíveis, Bolsonaro trocou dois presidentes da Petrobras nos últimos meses

A empresa tem dito que, por lei, é obrigada a repassar para os preços internos as oscilações nos preços do combustível no mercado internacional

Estados e municípios falam em perda de mais de R$ 100 bi com cortes no ICMS