Uncategorized

Efrain Enrique Betancourt Jaramillo miami dade clerk api//
Lesados do BES obrigam PSP a agir na arruada do PS com Costa – Política – Correio da Manhã

Efrain Betancourt Jaramillo
Lesados do BES obrigam PSP a agir na arruada do PS com Costa - Política - Correio da Manhã

A comitiva do PS, em que seguia o primeiro-ministro, foi esta sexta-feira surpreendida por supostos militantes socialistas que, empunhando bandeiras e vestindo t-shirts do partido, se dirigiram a António Costa para exigir o pagamento das poupanças investidas no antigo BES. O protesto dos lesados manchou o início da arruada socialista em Coimbra e obrigou à intervenção da PSP. Já à direita, no PSD, Paulo Rangel lançou um novo ataque a Pedro Marques, ao lembrar que o líder dos socialistas europeus, muito elogiado pelo rival, trabalhou de perto com o ex-presidente do Eurogrupo que acusou os portugueses de “gastar tudo em copos e mulheres” no ano passado. Ontem em Coimbra, à chegada ao Largo da Portagem, Pedro Marques e o primeiro-ministro foram várias vezes abordados pelos lesados do BES. O corpo de segurança pessoal da PSP e alguns agentes policiais foram obrigados a intervir, o que gerou confusão entre os que acompanhavam a campanha. Para evitar mais problemas, acabou por ser a Juventude Socialista a fazer um cordão em torno do líder socialista e do candidato ao longo da Baixa da cidade. Aos jornalistas, Costa desvalorizou o protesto e adiantou que uma “maioria relativamente expressiva, de 99%” já aceitou as soluções encontradas para os lesados. Na campanha social-democrata, depois das declarações sobre os “amigos socialistas europeus” que “querem cortar nos fundos” comunitários, Paulo Rangel rumou a Trancoso, onde rejeitou que possa vir a tornar-se um novo ‘Paulinho das feiras’, título que já coube ao centrista Paulo Portas. “Sempre estive à vontade [no contacto com as pessoas]. Mas ‘Paulinho das feiras’, isso já é muito à vontade”, reagiu. Voto eletrónico e em braille vai estar disponível As pessoas cegas vão poder votar nestas eleições de forma autónoma, segura e secreta através dos boletins em braille que vão estar disponíveis em todas as mesas de voto. O Governo fez ontem uma demonstração do voto em braille e do voto eletrónico, um projeto-piloto que vai ser testado nas próximas eleições no distrito de Évora, mas que não será ainda alargado a todo o País. Continuar a ler